PROJETO

NITRATOS

AMAZÔNIA E RIO
EXPOSIÇÃO DE 1922

SINOPSE

Compilação de imagens feitas por Silvino Santos entre 1919 e 1926 na região Norte do país e na capital federal. No Pará, fazenda com gado, homens à cavalo, mulheres na lavoura e os filhos de Silvino Santos, ainda crianças. As estações ferroviárias de Capanema, Livramento e Igarapé-Assú. Mulheres na Praia do Chapéu Virado e trabalhadores operando máquinas em galpões. No Porto de Manaus, embarcações fluvias com passageiros que posam para câmera. No Rio de Janeiro, registros da Exposição do Centenário da Independência de 1922: pouso de hidroavião, arquitetura dos pavilhões, expositores com jóias, mulheres em trajes típicos, máquinas e motores expostos, vitrais, obras de arte e a circulação dos visitantes pelas praças e ruas. Partidas esportivas de tênis, basquete e bilhar.

NOTA DA
CURADORIA

A obra do cineasta Silvino Santos (1886-1970) é de suma importância para a compreensão dos primórdios da cultura cinematográfica brasileira, e ganhou destaque recentemente com a (re)descoberta do seu primeiro longa Amazonas, o maior rio do mundo (1918-1920). Essa compliação, identificada e catalogada no Projeto Nitratos, é uma oportunidade para conhecer um pouco mais da prática do realizador luso-brasileiro: aspectos da Região Norte do Brasil registrados entre 1919 e 1926, por um olhar de quem viveu, de fato, aquele cotidiano; e cenas da Exposição do Centenário da Indepedência (1922), tomadas para um provável uso documental.

FICHA TÉCNICA

Código FB
Gênero
Categoria
Ano
Estado
Cromia

54705
Não ficção
Média Metragem
1919-1926
RJ/AM
BP